Notícias

07 de janeiro | 21:45

ABPM apoia parcerias para fomentar exploração de urânio

A Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa Mineral (ABPM) apoia a abertura nas áreas de pesquisa e exploração de urânio, que deve ser feita no governo de Jair Bolsonaro. Um exemplo é a possibilidade de realização de parcerias com a Indústrias Nucleares do Brasil (INB), de modo que a União manteria o monopólio e as empresas entrariam com participações nos novos projetos.
 
Na semana passada, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, afirmou que o novo governo quer estabelecer um diálogo "objetivo, desarmado e pragmático, com a sociedade e o mercado, sobre essa fonte estratégica na matriz energética brasileira".
 
Além desse tema, há outros paradigmas que precisam ser quebrados, como a mineração em faixas de fronteira, terras indígenas e unidades de conservação de uso sustentável. "São pontos que merecem discussão serena, franca, sem cunho ideológico e preconceitos", declarou a ABPM em entrevista ao Valor Econômico.
Dúvidas ou sugestões
Estamos a disposição, caso tenha alguma dúvida ou sugestão, sinta se a vontade em entrar em contato conosco através dos contatos abaixo:
Fone: (61) 35477645
E-mail: abpm@abpm.net.br