Notícias

04 de dezembro | 23:06

CNI institui o Conselho da Indústria da Mineração sob direção de Sandro Mabel (FIEG) e Luis Azevedo (ABPM)

Na terça-feira (3) foi instalado o Conselho da Indústria da Mineração da Confederação Nacional da Indústria (CNI). O evento ocorreu em Brasília, sendo designado pela CNI para presidir o Conselho o empresário Sandro Mabel (FIEG). A ABPM participa do Conselho e, neste evento, se fez representar pelo seu presidente  e Luis Azevedo e vice-presidente do COMIN, e pelos diretores Luis Vessani, Marcos Gonçalves e Wilson Borges, além do gerente executivo, Miguel Nery. 

Outras entidades do setor também compõem o conselho, como IBRAM, Abirochas, ANEPAC, ABAL, dentre outras. A abertura do evento contou com as participações, além do presidente da Confederação, Robson Andrade, do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque e do deputado federal Rodrigo Augustinho. 

O ministro Bento Albuquerque, na sua fala, enalteceu a importância da mineração como fornecedora de insumos para a indústria, ressaltou a criação da ANM e a necessidade do seu fortalecimento, inaugurando um novo modelo de gestão mineral calcado em processos regulatórios, à semelhança das demais agências. Sandro Mabel afirmou que o Conselho se encarregará de elaborar uma agenda setorial que permita retomar a imagem positiva da mineração perante a sociedade e o nível de crescimento da atividade.

Na sequência, houve exposições feitas pelo Secretário da SGM, Alexandre Vidigal, bem como pelo diretor-geral da ANM, Victor Bicca, e demais integrantes da Diretoria Colegiada da agência que apresentaram suas avaliações e perspectivas institucionais. No período da tarde, foi apresentada pela assessoria da CNI para discussão com os presentes a proposta de agenda para o Conselho, considerando os aspectos de defesa da (agenda reativa), aspectos de melhoria do ambiente de negócios (agenda propositiva), além de temas inovadores.

O ministro Bento Albuquerque, na sua fala, enalteceu a importância da mineração como fornecedora de insumos para a indústria, ressaltou a criação da ANM e a necessidade do seu fortalecimento, inaugurando um novo modelo de gestão mineral calcado em processos regulatórios, à semelhança das demais agências. Sandro Mabel afirmou que o Conselho se encarregará de elaborar uma agenda setorial que permita retomar a imagem positiva da mineração perante a sociedade e o nível de crescimento da atividade, com foco no fortalecimento da pequena e média mineração e na diversificação da produção mineral.

Na sequência, houve exposições feitas pelo secretário da SGM, Alexandre Vidigal, bem como pelo diretor-geral da ANM, Victor Bicca, e demais integrantes da Diretoria Colegiada da agência que apresentaram suas avaliações e perspectivas institucionais.

Na parte da tarde tivemos um agenda de trabalho e recebemos a visita do deputado Joaquim Passarinho do Pará. O presidente do COMIN contagiou a todos os presentes com dinamismo e conhecimento do setor, e assegurando que o COMIN vem para somar e não para substituir as associações e ou entidades de classe! Foi marcada uma agenda mensal de reuniões para 2020.

Dúvidas ou sugestões
Estamos a disposição, caso tenha alguma dúvida ou sugestão, sinta se a vontade em entrar em contato conosco através dos contatos abaixo:
Fone: (61) 35477645
E-mail: abpm@abpm.net.br / secretaria_exec@abpm.net.br