Notícias

24 de janeiro | 22:15

Exploração mineral e conservação da biodiversidade são compatíveis

A ABPM e mais 11 entidades do setor mineral se reuniram nesta tarde com o ministro de Minas e Energia Bento Albuquerque, em Brasília. A associação foi representada pelo presidente Luis Azevedo e pelo diretor Wilson Borges. O objetivo do encontro foi apresentar o papel das entidades para o setor mineral e, principalmente, estreitar as relações com o novo ministro e seu secretariado, composto pela secretaria executiva Marisete Dadald, seu adjunto Bruno Marques e pelo secretário de Geologia e Transformação Mineral, Alexandre Vidigal.

A reunião foi uma oportunidade proveitosa e interessante, estabelecendo uma conversa franca, simples e direta com o ministro. Bento Albuquerque se apresentou ao setor, falou sobre sua indicação, as circunstâncias do convite e suas aspirações e métodos para o cumprimento dos objetivos de sua administração.

O ministro reconheceu que setor mineral talvez seja o que mais demande sua atenção, por ter sido provavelmente o mais tardiamente estruturado. Afinal, a ANM foi a ultima das agências a ser estabelecida. Bento admitiu que a ANM enfrentará dificuldades pela própria situação do governo federal, contenção de custos, déficit, mas se comprometeu a ajudar.

Ele falou também sobre a escolha da SGM, feita pelo conhecimento e confiança de muitos anos no Doutor Alexandre Vidigal, principalmente porque confia na capacidade deste para ajudá-lo no desafio de desburocratizar o setor, entre outros desafios.

Bento apontou que sua experiência como assessor parlamentar da Marinha lhe dá confiança para dialogar muito bem com os três poderes e disse que está muito motivado pelo bom ambiente entre todos os ministros de estados, uma novidade em tantos anos de vida pública.

Para o setor privado, o ministro espera que, na sua gestão, o empresário mineral resgate a autoestima. Ele comentou que ficou muito tranquilo depois de ouvir todas as entidades, pois lhe pareceu que o objetivo destas encontra grande semelhança e alinhamento com a pauta que está construindo no MME:

  1. Criar condições ao investimento mineral, por meio do respeito das competências: estabilidade e segurança jurídica, previsibilidade e diálogo.
  2. Inclusão do setor mineral na secretaria de planejamento estratégico do MME
  3. Aumento da atratividade do setor, com apoio à ANM, redução da burocracia, investimentos no conhecimento geológico, e formatando estruturas para dar segurança aos investimentos do setor, ajudando a colocar as 20 mil áreas em disponibilidade para o setor.

Bento Albuquerque concluiu citando a frase acima que deu titulo a esta matéria: “exploração mineral e conservação da biodiversidade são compatíveis”. O ministro deixou claro que as portas do MME estão abertas para o setor mineral.

 

Dúvidas ou sugestões
Estamos a disposição, caso tenha alguma dúvida ou sugestão, sinta se a vontade em entrar em contato conosco através dos contatos abaixo:
Fone: (61) 35477645
E-mail: abpm@abpm.net.br