Notícias

13 de maro | 17:43

Investidores mostram interesse na mineração brasileira durante o PDAC

O Brasil foi destaque na Convenção Anual da Associação Canadense de Prospectores e Desenvolvedores, o PDAC 2020. Com a maior delegação já registrada, composta por representantes de governo de entidades setoriais e empresários, o Brasil participou, mais uma vez, deste que é o maior evento internacional da mineração. Neste ano, durante os diversos encontros e diálogos havidos, pela tônica observada, ficou patente para todos que lá estiveram que o Brasil passa a se tornar um destino consistente para novos investimentos em mineração.

Na programação oficial da convenção PDAC 2020, o Brasil se fez representar pela ABPM, convidada pela organização da Convenção, na pessoa e seu Presidente, Luís Maurício Azevedo, tendo participado do painel “Tendências das políticas de recursos minerais nas Américas: oportunidades e desafios”. Em sua exposição, Azevedo discutiu “o contexto da mineração no Brasil: mudanças nas regras e regulações, palestra muito elogiada pelos que a assistiram. “Em termos regulatórios o Brasil avançou muito com regras mais claras e transparentes e, principalmente, com a criação da ANM. Sem dúvidas que o Brasil está mudando para melhor”, afirmou Luiz Azevedo.

O PDAC 2020 ocorreu no Metro Toronto Convention Centre, Toronto, província de Ontário, de 1º a 4 de março. A participação brasileira contou com um grande stand (Brazil Pavillon), organizado pela Agência para o desenvolvimento tecnológico e inovação da indústria mineral brasileira (Adimb), sendo um dos espaços de maior circulação na feira. Além do Brasil Pavillon e de suas atividades previstas, como o Brazilian Mining Day, neste ano de 2020, houve vários seminários e oficinas em que se discutiu o ambiente de negócios no Brasil, todos sempre muito concorridos, os quais contaram com a participação de investidores e representantes de empresas e de fundos de investimentos, interessados em conhecer as potencialidades minerais brasileiras.

Na avaliação geral, apesar novo Coronavírus diminuir relativamente a participação no PDAC, a expectativa é de que, passada a turbulência provocada pela epidemia, há uma tendência de retomada do crescimento econômico global com ênfase nos investimentos em exploração e produção de metais básicos e preciosos. E, nesse contexto, o Brasil ganha relevância e atenção dos investidores.

Dúvidas ou sugestões
Estamos a disposição, caso tenha alguma dúvida ou sugestão, sinta se a vontade em entrar em contato conosco através dos contatos abaixo:
Fone: (61) 35477645
E-mail: abpm@abpm.net.br / secretaria_exec@abpm.net.br