Notícias

21 de outubro | 23:04

Leilão Palmeirópolis tem um único que vai pagar R$ 15 milhões

A licitação de ativos minerários da CPRM/MME 2019 não terminou talvez como o governo esperava, mas não surpreendeu o setor. Uma propriedade mineral de polimetálicos com relativamente boa informação mas ainda longe da viabilidade econômica. Depósito de Palmeirópolis descrito como (Zn-Cu-Pb-Cd-Ag-Au), classificável como de recursos inferidos 6,54 Mt de minério, com teor médio de 0,79% Cu, 0,57% Pb e 3,63% Zn (cut-off de 1% Pb+Zn) e resultados de ouro até 11 g/t (PM121-Go), está longe de ser ativo sem risco, é avançado, mas onde ainda muitos investimentos devem ser colocados antes de se decidir pela sua viabilidade.

Porém, o processo mostra que mesmo um ativo pesquisado não atrai tantos candidatos, o que mostra no mínimo dois pontos:
1) o Brasil não está estruturado no setor mineral para atrair investidores
2) é ilusão pensar que quando a Agência Nacional de Mineração (ANM) oferecer áreas e licitar, áreas estas sem nenhuma informação relevante, atrairemos dezenas de interessados e volumosas ofertas. Nada disto vai acontecer, e o que de melhor podemos fazer é disponibilizá-las o mais breve possível.

Palmeirópolis tem 4 corpos de minério, sendo 2 interessantes, 2 nem tanto, tem 165 furos de sondagem, e para nós obter um Bônus de Assinatura no valor de R$ 15 milhões, e royalty acima ou de 1,7% deve ser encarado como um sucesso!

E certamente joga uma luz que os demais projetos do PPI, Candiota, Bom Jardim e Miriri que devem ser enquadrados com mais reservas, pois são ativos talvez menos atraentes, ou com menos informações.

Também mostra que as 30.000 áreas que a Agência Nacional de Mineração (ANM) estará ofertando não deverão atrair dezenas de propostas e candidatos, e que se o governo de fato pretende aumentar o PIB mineral em 50% precisa desenvolver rapidamente estas ofertas, e deixar o máximo de áreas livres para iniciativa privada, pois o mercado não tem apetite ou interesse por modelos de bônus, etc.

Dúvidas ou sugestões
Estamos a disposição, caso tenha alguma dúvida ou sugestão, sinta se a vontade em entrar em contato conosco através dos contatos abaixo:
Fone: (61) 35477645
E-mail: abpm@abpm.net.br / secretaria_exec@abpm.net.br